Honra e Carisma

Você certamente já ouviu falar sobre honra, mas poucas pessoas sabem o que isso realmente significa. No passado, honra foi algo muito importante para as sociedades humanas, tanto ocidentais quanto orientais e foi o que sedimentou muito progresso. Ainda hoje é um conceito importante em organizações militares, mesmo que esteja em detrimento em função da corrupção e do egoísmo.

Então o que é honra afinal? Honra é um conceito que expressa a sua importância e confiabilidade para a sociedade e para simesmo. Uma pessoa honrada é tida como importante, digna de confiança, responsável e sobretudo orgulhosa de si. É alguém cuja palavra vale tanto quanto depositar todos os seus bens como garantia. Uma pessoa que desenvolve tal reputação e que defende esses princípios é em primeiro lugar uma pessoa que acredita que está em controle de sua vida. Em segundo lugar é uma pessoa que se sente bem consigomesma, e autoconfiança é uma coisa muito importante de se ter. E em terceiro lugar é alguém que está acima de qualquer crítica.

Por mais que muitas pessoas critiquem, em seu íntimo, honra é uma das virtudes mais admiradas socialmente, pois inspira as pessoas e geralmente atrai aprovação social, o que em geral leva a uma vida mais feliz.

Quanto ao carisma, é a “mágica” de tornar-se atraente para as pessoas. Como disse na lição sobre hipnose, só conseguimos influenciar aquelas pessoas para as quais somos importantes. Carisma é a chave para isto, e está, neste contexto, intimamente ligada à honra.

Se você chegou até aqui é porque já tem o compromisso, já desenvolveu certa perseverança e proatividade, este é o requisito fundamental. Agora o próximo passo é se comprometer a construir uma reputação plena. E isto, você faz através de passos símples:

Primeiro passo: Construindo Empatia

Os assuntos favoritos da maioria das pessoas são elas mesmas. Se você parar para prestar atenção, as pessoas falam o tempo todo sobre si, sobre seus sonhos, medos, opiniões e eventos que aconteceram em suas vidas ou a pessoas próximas. Curiosamente, nós fazemos o mesmo e raramente prestamos atenção ao que as outras pessoas realmente estão nos dizendo.

A primeira chave para abrir a porta para uma boa reputação é se tornar um bom ouvinte. Isto quer dizer, ouvir realmente o que as pessoas dizem e demonstrar que está ouvindo e interessado. Fazemos isso em primeiro lugar calando nossas bocas e investindo pelo menos duas vezes mais tempo ouvindo do que falando. Isto nos dá acesso a muita informação e cria uma atmosfera de mistério, uma vez que falamos pouco também nos expomos menos.

Segundo é assumir que cada pessoa tem uma boa intensão no seu próprio ponto de vista. Ok, esta pode ser a mais difícil de aprender. Mas pense bem, quem é que acredita realmente que é o vilão da história? Toda a pessoa que fez algo errado, injusto ou maldoso no seu íntimo e para simesma tem uma justificativa legítima, mesmo que seja uma distorção da realidade, é uma justificativa que, para a pessoa, justifica fazer o que fez. Geralmente as pessoas fazem coisas ditas más por acreditarem que: são Vítimas, Estão fazendo Justiça, Buscando diversão ou porque são ignorantes do sofrimento alheio. Se você buscar a “boa intenção” por detrás de cada ato das pessoas, provavelmente entenderá muito melhor suas motivações e aspirações.

Em terceiro lugar você demonstra que está interessado no que elas tem a dizer simplesmente fazendo perguntas abertas. E eis a mágica! Você não precisa dominar os assuntos para ter uma conversa longa ou interessante com alguém, basta mostrar-se interessado no que ela tem a dizer. É claro que isso é uma arte e só se aprende praticando. Mas uma dica para facilitar a sua vida é: “Repita uma das frases da pessoa em tom de pergunta, só que antes adicione uma das palavras chaves: O que, Quando, Onde, Como, Quem, Quanto e Por que”. Com isso você faz perguntas abertas e demonstra que ouviu o que a pessoa tem a dizer.

Outro ponto importante da empatia é demonstrar que você é semelhante a pessoa. A história dos opostos se atraem é uma mentira. Grande parte das pessoas sente-se melhor com pessoas que são semelhantes a elas e que tem afinidades. Você não precisa mentir para isto, basta que toda a vez que a pessoa mensionar algo que você está de acordo ou que tem em comum, basta dizer “eu também …” e aquilo que vocês tem em comum. Pode parecer ingênuo, mas isso afeta a forma como a pessoa lhe vê e ela passa a legitimar você como alguém que a compreende e aceita.

Segundo passo: Construindo Confiabilidade

Sinceridade, Honestidade e Lealdade são fundamentalmente diferentes dimensões de quão confiável você é. Dizemos que uma pessoa é sincera quando podemos confiar que aquilo que ela diz é aquilo que ela pensa. Dizemos que alguém é honesto quando podemos confiar em que seus atos condizem com suas palavras. E finalmente, entendemos que alguém é leal quando acreditamos que não importa a condição essa pessoa não só não nos fará mal, como fará o possível para corresponder às nossas expectativas com ela.

Então, fundamentalmente, ser confiável é “Dizer apenas o que pensa e sente, ou ficar calado”, “Se comprometer apenas com aquilo que sabe que é capaz de cumprir” e “Conhecer as expectativas que as pessoas têm de você e fazer o possível para correspondê-las ou corrigi-las o mais rápido possível”.

Os dois primeiros são razoavelmente símples de entender e não requerem maiores explicações. Mas o último tem um detalhe sutil. Infelizmente o mundo não é perfeito é impossível atender a todas as expectativas, até porque muitas das expectativas são irreais ou abusivas. Por isso, sempre que souber que a expectativa de alguém sobre você é irreal, abusiva ou que você não possa corresponder, simplesmente “vá e diga a pessoa que não pode corresponder a tal expectativa e diga que expectativas pode ter a seu respeito”. É importante que faça isso antes de a pessoa dependa de você para atender tal expectativa. E por mais que pareça uma decepção, na verdade você está corrigindo sua visão e construindo uma reputação de confiabilidade.

Terceiro Passo: Construindo Legitimidade

Legitimidade trata-se de agir de acordo com um princípio. As ações de um cidadão são legítimas quando ele age de acordo com as leis, regras, tradições ou costumes. Estas regras, leis, tradições ou costumes são normas que são aceitas pelas pessoas em uma comunidade e todo o ato que está de acordo com essas normas é portanto igualmente aceito.

Uma pessoa que age com legitimidade é irrepreensível e apesar de seus atos estarem limitados dentro das normas, dentro desta sociedade esta pessoa desfruta de maior liberdade e poder. Aliás, é nisso que se baseia o direito. Você não muda a sociedade sendo contra suas regras, mas sim aprendendo a viver e seguir essas regras. Quanto mais você as segue, mais poder você ganha para muda-las.

A legitimidade não é só importante num nível social, mas num nível intra-psíquico. Você precisa agir de acordo com seus próprios princípios pessoais ou correrá o risco de sofrer de arrependimentos, remorso, angústia ou culpa. Quando você age de acordo com seus princípios você ganha auto-confiança e força de vontade para atingir seus objetivos.

Seja consciente do que você quer para você e sua vida e seja consciente daquilo que você não quer também e saiba os motivos.

A legitimidade garante uma vida “ecologicamente” harmônica, com as pessoas que te cercam e consigomesmo.

Quarto Passo: Construindo Autoridade

O útlimo segredo do carisma e da honra é a autoridade. Autoridade não diz respeito a ser autoritário. Autoridade diz respeito a possuir poder em seu sentido amplo.

Muitas pessoas confundem poder com força ou poder com conhecimento. Mas esses não são poderes são apenas meios de obter poder. O poder é uma substantivação do verbo poder, que significa possibilidade de agir. Em outras palavras, quem tem poder tem maior liberdade de ação, consegue realizar mais coisas, pode ir mais longe, pode deter alguém, pode atrair pessoas, enfim, quem tem poder PODE!

Dizemos que força é uma forma de poder, pois quem tem força pode obrigar outros a realizarem coisas ou tem mais força para realizar coisas que os fracos não podem. Dizemos que conhecimento é poder, pois quem tem conhecimento tem maiores chances de saber como realizar algo e portanto pode fazer coisas que os que não tem conhecimento não podem. E por aí vai.

Existem muitas formas de obter-se poder. Algumas delas são:

  • Conhecimento: o conhecimento lhe permite fazer mais coisas.
  • Motivação: pessoas mais motivadas realizam mais coisas.
  • Força física: pessoas mais fortes conseguem realizar tarefas mais duras.
  • Competência: pessoas mais habilidosas (que sabem fazer algo bem feito) realizam mais coisas.
  • Violência: não gosto de admitir, mas a verdade é que sempre que tudo falha a estratégia fundamental para realizar as coisas é a agressividade. Se na violência não residisse poder, não haveriam exércitos ou treinariamos técnicas de combate.
  • Atratividade Social: pessoas mais populares, belas ou carismáticas conseguem cooperação para realizar coisas maiores.
  • Recursos: desde o início dos tempos, quem tem mais recursos desfruta de maior liberdade e está menos a mercê das dificuldades. Com recursos me refiro a bens que sejam importantes, na maioria das sociedades é o dinheiro.

Quando se tem poder se obtém autoridade entre as pessoas que estão relacionadas com a forma se usa para obter poder. Se sua forma é conhecimento, você tem autoridade entre as pessoas que admiram o conhecimento ou que dele necessitam. E o mesmo é com dinheiro, Atratividade Social, Motivação e etc. E portanto essas pessoas passam a te admirar por você ter a capacidade de ter ou produzir algo que eles querem ou necessitam.

Na verdade, um componente importante de toda a paixão é oriundo deste mesmo tipo de admiração e é o que está por trás da frase “opostos se atraem”. Na verdade o que atrai são coisas que os outros são capazes (ou que achamos que são) de fazer ou ter que nós gostaríamos para nós. Nisso uma pessoa muito tímida pode admirar alguém muito extrovertido e uma pessoa extrovertida mas não muito culta pode admirar alguém culto mas tímido. Se isto é combinado com uma série de afinidades e outros elementos (que falarei sobre o assunto em técnicas de sedução) criam o sentimento de paixão.

Quando você busca desenvolver poder nas diferentes formas que citei então você está construindo seu caminho para ser uma pessoa enormemente admirada e respeitada. Então eis algumas dicas para desenvolver sua autoridade:

  • Conhecimento: Leia jornais e saiba o que acontece no mundo; Sempre que não souber algo, pesquise até que seja capaz de explicar; Torne-se especialista em algum assunto.
  • Motivação: Seja interessado e curioso pelas coisas que lhe cercam; Não perca tempo com aquilo que não leva a lugar algum (filmes reprizados por exemplo).
  • Força física: Alimente-se adequadamente; Faça exercícios diários; Supere seus limites e respeite seu corpo como a um templo; Cuide da saúde; Não cometa excessos.
  • Violência: Seja pacífico, mas compreenda que violência é parte da vida; Defenda aquilo que acredita; Treine as técnicas para causar dano real; Se puder, evite; Se um dia tiver que lutar, lute para eliminar o oponente, sua vida pode depender disso; Não perca tempo aprendendo algo que para nada serve (ex.:lutar com alabardas).
  • Competência: Tudo que fizer, treine até que seja capaz de fazer bem feito; Se é especialmente bom em fazer algo, pratique para se tornar o melhor; Evite se enganar, você só pode considerar que sabe algo se for capaz de fazer ou explicar sem ajuda.
  • Atratividade social: Invista tempo e dinheiro cuidando da Higiene e da Aparência; Aprenda a contar piadas; seja empático (já falamos sobre isso); Ao desenvolver as outras formas de obtenção de poder a atratividade social é ampliada.
  • Recursos: Procure formas de reduzir gastos; Não pense que guardando o dinheiro você terá mais, é preciso buscar constantemente novas formas de investi-lo; Preferencialmente gaste dinheiro em coisas que lhe darão retorno em alguma das formas de poder.

Este conjunto de virtudes Honra e Carisma vai lhe garantir uma vida próspera e harmônica. E promoverá uma maior consciência de sua vida enquanto pessoa e seu lugar neste mundo. Lembre-se, uma pessoa honrada é confiável, uma pessoa carismática é amada e admirada, uma pessoa próspera tem mais poder para mudar o mundo e torna-lo um lugar melhor.

A lição de hoje é uma homenagem especial a um casal Ninja de amigos que se casa hoje. Igor e Thaaty, lamento não estar pessoalmente convosco mas espero que minhas palavras sejam lidas com o meu mais profundo desejo de felicidade e prosperidade. Que vossa família possa contribuir para um mundo melhor.

Felicidades!!!

Esse post foi publicado em Uncategorized. Bookmark o link permanente.

3 respostas para Honra e Carisma

  1. Igor Hercowitz disse:

    Cara,
    mais uma vez muito bom o texto.

    E obrigado🙂

    Abracos cariocas,
    Ninpo Ikkan
    Igor e Thaaty

  2. jose disse:

    Nossa que gostei muito do texto muito legal Mas me ficou uma duvida
    de acordo com o texto sendo util para os outros temos mais atenção

    Para voce qual seria o melhor talento (tecnica) que uma pessoa pode
    escolher

    • ninjaatwork disse:

      O melhor talento depende muito de contexto. O que pode ser o melhor para alguém, pode ser exatamente o pior para outro; não dá para generalizar. Você tem que ser capaz de observar seu ambiente e se perguntar o que é mais relevante para aquelas condições.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s